23 março, 2011

GM Odore Doctor



Tem coisas que só os japoneses tem coragem de fazer, e uma delas é GM Odore Doctor! XD
Tinha horas que eu ficava pensando, quem teve essa ideia maluca? Devem ter pensado assim: "e se a gente fizesse um House só que sem médico drogado e sim com um dançarino matusquela?"

A história gira em torno da ala de Medicina Geral onde todos os médicos são incompetentes e desiludidos... aliás, lá é jogado todo mundo que já fez alguma cagada na carreira e se tornou um rejeitado. Eles ficam o dia todo lá, numa sala isolada, sem fazer nada e pouco se importam com isso. Os integrantes do grupo são: um puxa-saco fofoqueiro, uma ex-cirurgiã e um otaku com jeito de retardado que não fala com ninguém. O mais novo incompetente rejeitado que se junta a eles é o Dr. Himuro (que é interpretado pelo Shiina Kippei, que eu adoro ^^) que foi mandado embora da ala de cardiologia e tem que assumir o cargo de chefe do grupo. Chega tb nesse momento a jovem residente Momoko, que está muito animada até ver a realidade sofrível daquele lugar. No fim do primeiro dia ela pensa em ir embora mas resolve pedir ajuda a um maluco que ela conheceu mais cedo no avião, que dizia ser dançarino e estava voltando dos EUA para se tornar idol no Japão, só que ele na verdade é um médico genial, cujo o sonho é ser dançarino.

Fire!!!!!

Ele se chama é Goto Hideo mas seu nome artístico é Fire. Ele foi integrante de uma boyband que não deu certo 25 anos atrás e agora estava determinado a fazer seu redebut mas foi enganado por seu agente e perde todo seu dinheiro, e é aí que ele acaba aceitando a proposta de trabalhar no hospital até encontrar novos dançarinos para fazerem parte de seu novo grupo.
O Fire é um médico brilhante, só que ele não se liga nos sentimentos alheios e não deixa que ninguém o toque pois ele sofre daquela doença que não lembro o nome em que a pessoa tem aversão descontrolada a germes. Mas que médico é esse que nem pode examinar os pacientes? hahaha
Ele é uma figuraça pois é maluquinho de tudo e parece viver no seu próprio mundinho e fora da área médica ele não entende de bulhufas e vive sendo enganado por todo mundo. Aliás, uma das mentiras que a Momoko inventa para que ele aceite trabalhar lá, é que todos os outros médicos da equipe eram dançarinos desiludidos que ele tem que ajudá-los a retomar o amor pela dança e assim eles poderiam fazer parte de seu novo grupo... e lógicamente ele acredita. O melhor é ele falando do grupo antigo dele, o Amie & Go que tinha 42 membros (3 vezes os membros do EXILE, segundo ele) e que não deu certo por que tinha muita gente e reduziram só pra 4... mas acabou não dando certo mesmo assim. hahahaha Pura falta de noção XD

Todo mundo tentando achar o diagnóstico. Erram umas 10 vezes pra encontrar
a resposta só no final, igual em House. XD

Aí a história é manjada, pouco a pouco o Fire vai despertando o amor pela medicina naqueles médicos preguiçosos e no fim o grupo fica unido, superam todos os obstáculos e reconhecem o valor da amizade! 
Em todo episódio eles tratam de casos complicados e aí é bem igual o House, eles ficam lá analizando os sintomas, escrevendo tudo num quadro, erram o diagnóstico umas 10 vezes e por último o Fire tem uma epifania que sempre chega quando ele faz moonwalking, dá uma girada, um chute pro alto e pega no saco igual o Michael Jackson! Daí é caso resolvido! hahahahahaha Gente, é muita falta de noção, sério mesmo.
Fora isso eles tem que sempre driblar o administrador do hospital que só pensa em dinheiro, está pouco se lixando pro pacientes e quer acabar com a ala de Medicina Geral de todo jeito.

Moonwalking, girada, chute pro alto e pegada no saco sempre
levam o Fire ao diagnóstico correto!!!

Sinceramente, achei GM divertido por causa desses personagens maluquinhos. Era interessante ver eles sempre se tratando por apelidos mil, tudo culpa do Fire que dava apelido pra todo mundo inclusive os pacientes (isso mesmo, igual o House... só que os apelidos do Fire não são tão maldosos). É que geralmente japonês é tão formal e acho que como lá todos estavam no mesmo barco e eram incapazes da mesma forma, não se importavam em serem tratados pelos outros assim de forma tão casual. O próprio Himuro que era o chefe tinha trocentos apelidos (eu gostava de Himuron XD) e todo mundo chamava ele de burro, coitado. Aliás, o Shiina Kippei é ótimo, sempre muito divertido com aquela cara de fanfarrão.
Eu nunca tinha visto nada do Higashiyama Noriyuki (ator que interpreta o Fire). Ele é um Johnny's das antigas, do grupo dos anos 80 Shonentai, que eu sinceramente não conhecia. E pelo o pude ver nos vídeos (se quiser ver um deles clique aqui), eles tinham uns figurinos, penteados e dancinhas muito estilo Menudos. Anos 80 foram cruéis!

Shonentai tinha naipe de Menudos! XD

Por último, acho que uma coisa legal de notar é o paralelo óbvio com doramas policiais. Assim como House, que é uma série de investigação na carapuça de série médica, onde os médicos são os detetives que apuram as evidências (no caso os sintomas) até chegar ao criminoso que no caso é a doença. Em GM tb é assim.
Eis algumas comparações com doramas policiais típicos:
- Temos a ala de Medicina Geral que é composta por rejeitados, algo recorrente em doramas policiais onde os detetives são geralmente de uma escala abaixo (e muitas vezes eram de uma equipe superior e foram rebaixados), muito longe da elite policial, que sempre fazem pouco deles. No caso de GM, as equipes especialistas, como os cardiologistas e cirurgiões, é que os menosprezam.
- Eles sempre têm que rebolar pra escapar da perseguição de superiores, como o Superintendente da Polícia e aqui no caso o administrador do hospital.
- É bem comum quando a equipe de detetives já perdeu a paixão pelo o que faz e não se esforça até a chegada de uma novata que não sabe como as coisas funcionam mas tem muita garra e dedicação (nesse caso, a Momoko).
- E claro, o grande detetive sempre é extremamente excêntrico e não costuma ter tato com as pessoas, que é exatamente o caso do Fire.

Serei sincera, acho que GM só é legal pra gente boba que nem eu que assiste tudo quanto é jdrama, se vc é um fã mais seleto e esporádico não creio que vá gostar. Até eu mesma demorei pra acreditar que tava vendo um dorama de um médico dançarino! Loucura que vc só os japoneses nos proporcionam! XD

8 comentários:

Diego Hatake disse...

Realmente, parece um dorama pra lá de doido, mas eu achei particularmente interessante... Especialmente o fato de gozar com a cena pop do Japão (eu ri aqui horrores da citação ao EXILE, até hoje nunca consigo aprender nem a metade dos nomes dos integrantes), e pelo fato do tal médico ter esse transtorno obsessivo-compulsivo de não querer que ninguém o toque. Eu imagino o que sai disso daí.
MAs enfim, foi uma boa análise. Fiquei mesmo com vontade de ver, preciso rir um pouco. São quantos capítulos? Me perdoe se escreveu, mas não vi. Enfim, fiquei curioso mesmo. Já já vou conferir o passado do moço na boyband. XD Adoro ver essas coisas.

lina inverse disse...

Que legal que se interessou em assistir!!! São 10 episódios. A única coisa que me irritou foram as legendas... aparentemente eles não tiveram muito cuidado e tinha muitas falas com 4 linhas e que ficavam poucos segundos na tela e eu tinha que ficar voltando toda hora pq não conseguia ler. Fora o número irritante de notas desnecessárias que colocavam. >___<
Mas no geral a tradução estava boa.

E baixe sim e se divirta com o Fire! hahahaha XD

arruguetti disse...

Gennnnteinnn UHAUAHUAH eu ri so de ler o seu texto, imagina assistindo! Ja estou louquinha pra ver, e realmente, tem coisa q só oriental sabe fazer uhauahuah Muito bom o post ;) Amei!

(PS Sou mega fã do House, mas imaginar ele dançando e fazendo moonwalk não tem preço!!)

Bjos!

lina inverse disse...

Arruguetti
Fico feliz que tenha gostado do texto e que tenha se interessado em ver o dorama!!! Muito obrigada pela visita e pelo comentário! ^__^

Tabby Kink disse...

Se esse dorama for tão divertido quanto o seu texto, acho que vou dar uma chance! XD
Eu até curto uma falta de noção, mas tem horas que você se sente meio ridículo assistindo aquilo. E rindo! Adorei a ideia do médico dançarino! Estou um pouco saturada de House, confesso, mas estou muito tentada em baixar esse dorama.
Tb nunca tinha ouvido falar de Shonentai! Olha que a Johnnys tem um monte de boybands com tios, como Tokyo por exemplo! Será que ainda existe? Eles não demitem ninguém por estar passado... Hhahaha, ri muito das fotos!
Arrasou denovo, Lina!

lina inverse disse...

Na wikipédia diz que Shonentai ainda está na ativa mas eu nem sei nada deles. E realmente, o Japão é o único país onde tem boyband com tios huahauhauahuahuahauhau

Eu amo falta de noção e sempre me sinto ridícula assistindo! Mas amo mesmo assim! XD

camilinha disse...

Quando li a frase "e se a gente fizesse um House só que sem médico drogado e sim com um dançarino matusquela?", disse para mim mesma: Isso vai ser bom! hahaha XD
Adoro esses seriados com personagens maluquetes! Vou dar uma olha nesse, com certeza!
Parabéns pelo blog, Lina! Tá show!!

lina inverse disse...

hahahaha eu tb amo personagens malucos! Aliás, falta d emoção é minha área! XD
Muito obrigada pela visita e pelo apoio, xará!

besos! ^^

Postar um comentário